Posts com Tag ‘bronze’

Plantão – Bronze no Taekwondo!

agosto 23, 2008

Qual o sentido dos jogos olímpicos se não mexer com nossas emoções?

A cada prova, a cada conquista, a cada medalha, a cada momento especial vivemos um turbilhão de arrepios que nos iguala em sofrimento: atletas e torcedores.

E Natália Falavigna nos proporcionou momentos como estes, na madrugada de hoje. Ela que já tinha beliscado a sonhada medalha em Atenas, quando foi quarta, entrou no tatame para ganhar. E ganhou!

Perdendo na hora certa, na semi-final, nossa atleta foi para a decisão de terceiro lugar com postura de campeã. Estava estampado no semblante que aquele bronze seria dela – e foi uma surra. A atleta sueca não teve chances contra o ímpeto de nossa menina dos chutes bronzeados.

Natália se emociona com bronze. A tática de não bater na cabeça dos adversários deu certo. (Foto: G1)

Agora, para os que acham que fazemos piadas aqui no blog deixo uma pergunta: não devemos comemorar um bronze conquistado com esta garra?

Eu acho que devemos. Comemora, Brasil! Já são 8 bronzes, fôlego no nosso sprint rumo à meta.

Plantão – Aleluia!

agosto 22, 2008

FINALMENTE saiu o sexto bronze brasileiro nos Jogos de Beijing!

Depois do trágico dia de ontem, com pratas e derrotas, a genial dupla Ricardo e Emanuel nos alegra com a conquista do terceiro lugar no vôlei de praia. Os jogadores mostraram que os anos de sol e praia não foram em vão e bombardearam a Georgia, dos também brasileiros Jorge e Renatão, com mais violência do que a força aérea russa.

A dupla, que em olímpiadas passadas já amargou uma prata e um ouro, finalmente conseguiu colocar um bronze no peito e agora já faz parte do hall dos atletas maiores.

"Perdemos para poder ganhar" - Ricardo comemora com Emanuel o Pacto pelo Bronze

Valeu, meninos! Agora faltam só quatro.

Bronze em Pessoa não veio

agosto 21, 2008

Hipismo é o esporte da aristocracia, das pessoas bem educadas e esclarecidas. Membros da nobreza de diversos países se reúnem, entre um chá e outro, para disputar os jogos olímpicos e derrubar obstáculos sem perder a fidalguia.

Não à toa, é nesse ambiente de lucidez que o bronze é mais valorizado. Prova disse tivemos hoje, quando 7 conjuntos ficaram empatados na terceira posição e tiveram que lutar pela prata numa prova extra.

Estávamos representados por Rodrigo Pessoa, atleta já bronzeado em outros jogos, que montou sem problemas e com poucas faltas. Mesmo impecável, Pessoa acabou em quinto por ter demorado mais que os adversários para completar o percurso.

Uma lástima! Este bronze faria o dia do Brasil menos trágico. Enquanto isso, o país do Balubet de Rouet e da eguinha pocotó segue empacado no quadro de bronzes.

Égua bianca lamentando o dia de maus resultados

Corrente de Bronze para frente

agosto 18, 2008

Brasileiros de todas as nacionalidades estão entrando no clima do Bronze Brasil. Com a conquista da nossa quinta medalha de bronze, nosso sonho de bater o recorde olímpico parece estar mais próximo. Faltam apenas 5 medalhas. Restam 6 dias de jogos. O sonho é possível. O bronze é nosso.

Se você ainda não está convencido, olhe esse lindo e inspirador vídeo que recebemos hoje de manhã, de um brasileiro que está acompanhando os jogos EM PEQUIM:

Faça parte dessa corrente. Grave a sua mensagem de otimismo e de fé nos 10 de bronze e mande o link para bronzebrasil2008@gmail.com
Nós vamos postar todas as mensagens e fazer elas chegarem a nossos atletas. Vamos, Brasil.
Dez de bronze é quase onze.

PLANTÃO – Bronze Brazuca na 470!

agosto 18, 2008

É bronze! É bronze na Vela!

Que regata emocionante vencida pelo Brasil! As brasileiras Fernanda Oliveira e Isabel Swan foram perfeitas e conquistaram o bronze na regata da medalha da classe 470. É nosso quinto bronze nos jogos, é uma maré de boa sorte que começa a soprar sobre nossa delegação.

As meninas, que foram quartas no mundial, largaram predestinadas a manter o terceiro lugar na classificação geral. Logo de saída, começaram uma disputa ferrenha com o barco de Israel, que foi até o final da prova! Contudo, o que decidiria o resultado era a briga que acontecia no bloco de trás, entre o barco da Holanda e do Reino Unido.

As Holandesas, que estavam em segundo no geral, tentavam chegar em último o tempo todo – resultado que daria a prata para o Brasil. Porém, depois da terceira boia o vento de popa nos favoreceu, e as holandesas ultrapassaram “sem querer” algumas adversárias e chegaram em quinto lugar – ficando com a prata.

Como Galvão Bueno, vamos gritar 470 vezes: É bronze! É bronze! (Foto: Terra)

É nossa primeira medalha feminina na Vela. É nosso sagrado Bronze brilhando na raia de Beijing!

Em breve a tabela bronzeada com a nossa mais recente conquista!

Fui à praia pegar um bronze

agosto 18, 2008

Após um final de semana de desempenho pífio dos tupiniquins na China, o cheirinho de bronze está no ar novamente. Chance concreta no caminho do Brasil.

A bola da vez é a do vôlei de praia.

A vitória de Renata e Talita hoje sobre a Austrália colocou a dupla dentro do grande templo sagrado do bronze: as semifinais. As duas fizeram uma campanha perfeita: invictas desde a primeira fase dos Jogos, 100% de aproveitamento. Justamente o desempenho que precisavam para enfrentar as americanas Walsh e May – que patrolaram a outra dupla brasileira, Ana Paula e Larissa – nesta fase.

Sem dúvida, uma situação extremamente confortável para a nossa duplinha. A estatística joga a favor: Walsh e May são as atuais campeãs olímpicas e nunca conquistaram o bronze olímpico. Renata parece confiante na derrota: “Walsh e May estão jogando muito. Elas são as melhores do mundo. Não existe quase nenhuma chance de não disputarmos o terceiro lugar.”

“A gente vai ter que suar pouco se quisermos brigar por esse recorde.”, declarou Talita em entrevista exclusiva ao Bronze Brasil, se referindo à campanha pelos 10 bronzes brasileiros.

Mas temos que ter cuidado. Foco, meninas. O clima de “já perdeu” é perigoso. Esse negócio de entrar de salto baixo – principalmente no vôlei de praia – já colocou muito atleta pouco experiente na final. A zebra é sempre uma possibilidade e não queremos correr o risco de ver os Estados Unidos abocanhando mais um bronze e disparando no quadro de medalhas.

precisamos afastar o bronze das americanas.

Sai pra lá: precisamos afastar o bronze das americanas.

A China é que se deu bem e já garantiu ao menos uma dupla na disputa do bronze. A outra vaga para a decisão do terceiro será disputada por duas duplas chinesas: Xue e Zhang Xi contra Tian Jia e Wang.

A dupla brasileira está confiante na derrota.

A dupla brasileira está confiante na derrota.

Este post é um oferecimento de

**********************

Não perca amanhã, em Bronze Brasil:

- O quadro de medalhas atualizado;

- O prognóstico e as reais chances de bronze para o Brasil em todas as modalidades;

- A estratégia de sucesso de Bernardinho rumo ao bronze inédito.

Hora da verdade para ginástica brasileira

agosto 17, 2008

Diego, Jade e Daiane competem nas finais individuais por aparelho a partir das 7h da manhã deste domingo, numa tentativa da trupe de dar um salto triplo no quadro de medalhas de bronze do Brasil.

Ao que parece, Jade vai apenas figurar na final do salto, mas Daiane dos Santos e Diego Hypolito são chances reais de terceira colocação.

Santificado seja vosso twist carpado

O filho homem da senhora Hypolito se classificou com a melhor nota da competição e preocupa a todos. Nosso representante não parece saber onde errar – e nem a medida do erro. Como cada punição pode tirar a chance do bronze, o técnico treinou com Diego uma série com pontuação inicial menor, tentando dar o máximo de desempenho sem dar o máximo de pontos para o rapaz. Tudo, claro, para não jogar tanto esforço no lixo e repetir o ouro do mundial do ano passado.

Já Daiane renasceu no dia da final por equipes e fez o terceiro melhor score, o que nos enche de esperança para o dia de hoje. Nos jogos de Atenas, a ginasta refugou e errou além da conta, deslize que tirou o bronze das nossas mãos. Agora é repetir a fase classificatória e sair com um sorriso bronzeado.

Chegou a hora, finalmente, de ver se valeu a pena toda essa dose cavalar de ginástica olímpica a qual fomos submetidos nos últimos anos. Só estou pedindo dois bronzes, pessoal. É um pagamento justo por todas as provas e reportagens que fomos obrigados a ver.

Brasil, o país da vela

agosto 16, 2008

Começam a soprar bons ventos para o Brasil na raia olímpica, onde são disputadas as provas de vela dos jogos de Beijing. Os ventos são fracos, como é característica da região, mas podem nos impulsionar na direção de valiosos bronzes.

Na classe 470, Fernanda Oliveira e Isabel Swan conseguiram uma das 10 vagas na regata final, que será disputada na segunda-feira. E as notícias boas não param por aí: elas estão em terceiro lugar na pontuação – ou seja, o bronze é só uma questão de administração.

As nossas adversárias serão as israelenses, que estão em quarto lugar com quatro pontos a menos, e as holandeses, que estão em segundo lugar e certamente vão querer se livrar da iminente prata.

Para André Fonseca e Rodrigo Duarte a situação não é tão fácil assim. Velejando contra a corrente na classe 49er, os brasileiros aparecem na oitava posição e precisam de uma boa regata para subirem cinco postos até o bronze. A competição é na madrugada de sábado para domingo.

Porém, certo mesmo está Robert Scheidt, que se concentra em não ganhar o ouro. Com atitutes como essa a vela já nos deu muias alegrias. No total, são seis os bronzes do Brasil na vela em olimpíadas passadas. Esperamos que este ano não seja diferente!

Com quantas braçadas se faz um bronze?

agosto 16, 2008

Não esqueçam do desempenho geral de Cielo: ele nos deu um bronze! Faço esse pedido às pessoas que o atacam por conta do ouro nos 50 m livre. Que isso seja a primeira reação de muita gente, tudo bem. Mas agora que a poeira já baixou na piscina, não vale a pena bradar.

O ouro não é propriamente uma vergonha, como a prata. É apenas uma forma de fechar os olhos para as dificuldades e falta de apoio ao esporte no nosso país. Prefiro pensar que Cielo nao foi bom o suficiente para mesclar a força e a lentidão necessárias para ficar com o bronze. Como vimos, a medalha dourada é bem mais fácil nestas provas curtas, onde basta usar toda a velocidade e energia sem olhar para os lados.

Menção para o francês Alain Bernard, que conseguiu progressos significativos de quarta-feira para cá: aumentou seu tempo, conseguiu o bronze e deixou para trás o colar dourado recebido na prova dos 100m livre. Um dia a gente chega lá, com atletas deste nível e com este controle de desempenho.

Reuters)

Decepcionado com desempenho, Cielo é consolado por francês bronzeado (foto: Reuters)

Seguimos no plantão atrás de mais medalhas de bronze.

Armênia (que é do tamanho de Sergipe) passa Brasil no quadro de medalhas

agosto 15, 2008

Como previmos e avisamos, a Armênia passou na frente e nos deixou na chom. Com o quarto lugar de Thiago Pereira na natação e a eliminação do judoca João Gabriel Schlittler na repescabem, o Brasil fica na sétima posição do nosso quadro de medalhas:

Vigiai, irmãos! Não podemos perder o fôlego. O final de semana tem tudo para ser de muitos bronzes no atletismo, natação e na vela. Avante (sem exageros), Brasil!

Brasil recupra bronzeado

agosto 14, 2008

A medalha de César Cielo trouxe o Brasil de volta a disputa. Depois de um dia difícil, retomamos o grupo dos ponteiros e estamos medalha a medalha com os donos da casa – os tão celebrados chineses.

Destaque para a superpotência americana, que já dispara com 15 bronzes. Confira o quadro de bronze, que só o Bronze Brasil traz até você.


Obrigado a todos que nos acompanham e repassam o link para os amigos. Estamos felizes demais com nossa campanha tomando conta do Brasil! Deixe aqui sua mensagem de apoio a nossos atletas.

Atleta sueco envergonha Comunidade Européia

agosto 14, 2008

A Suécia é conhecida por suas mulheres bonitas, por suas grandes bandas, por seu mapa parecer um pau brocha, e, até hoje, pela educação do seu povo.

Ara Abrahamian, da luta greco-romana, colocou toda a boa reputação sueca a perder na manhã desta quinta-feira (noite na China). Após uma atuação brilhante, o atleta conquistou o disputadíssimo bronze na categoria até 84kg. No momento da congregação máxima, no pódio de bronze, em um acesso que demonstrou descontrole emocional, Ara jogou seu espírito olímpico na latrina e puxou a descarga.

Triste Imagem

Triste Imagem

Aparentando irritação, o atleta tirou a medalha do peito e a atirou no chão.

Não dá para entender.

O bronze conquistado pelo sueco era o reconhecimento de 4 anos de esforços e desenvolvimento, após ter conquistado a prata nos Jogos de Atenas 2004.

Em entrevista exclusiva para Bronze Brasil, Agnetha Åse Fältskog criticou duramente o compatriota. “A atitude dele certamente não representa o espírito sueco. Nossa comunidade se envergonha, nosso país chora, nosso povo conclama. Quando “Dancing Queen” atingiu o terceiro lugar na Billboard, a Suécia pulava de alegria. Hoje, também conquistamos o bronze. Mas nosso sentimento é de tristeza.”

Tão cobiçada. Tão esnobada.

Leia mais sobre o caso nos sites de nossos correspondentes Folha de São Paulo e Uol.

Colaboraram: Mary, Thiago e Lukas Darien, nossos 3 maiores leitores.

USA lidera com folga

agosto 11, 2008

Como já era de se esperar, os Estados Unidos estão na frente nas Olimpíadas. Com o somatório de 5 bronzes, a potência olímpica se destaca e conquista uma folga confortável no 3º dia de jogos

Coréia do Norte e Austrália vêm em seguida, com 3 bronzes cada uma.

O Brasil dá as mãos a China, Itália, Japão, Rússia, França e Indonésia. Todos com 2 medalhas de bronze e empatados, é claro no terceiro lugar.

Enquanto isso, o Terra dá grande destaque ao bronze brasileiro e entra junto na corrente do Bronze Brasil:

Faltam apenas 8 , gente. Entre no Terra e envie seu apoio.

Um e nada

agosto 9, 2008

O primeiro dia de Olimpíadas se foi. E por enquanto, nada de medalhas de bronze para o Brasil.

A contagem segue aberta e o povo brasileiro, ansioso pelo primeiro bronzezinho tupiniquim.

Enquanto isso, Estados Unidos, Argentina, Coréia do Norte, Croácia, Holanda, Japão, Suiça, Taiwan e Uzbequistão já largaram na frente, cada um com um bronze. É bom ficar de olho e não deixar eles abrirem muita vantagem.

DEZ DE BRONZE É QUASE ONZE.

Brasil não se abala com secação americana

agosto 5, 2008

A Sports Ilustrated divulgou ontem seu tradicional prognóstico para os jogos olímpicos. Segundo a revista estadunidense, o Brasil sairia de Beijing com 6 medalhas de bronze: duas no judô, uma no atletismo, uma no futebol feminino e uma no taekwondo.

Não foi divulgado de onde viria a sexta medalha, mas certamente é uma forma de incentivo ao nosso esporte, deixando em aberto a chance e a esperança de ser terceiro para diversas modalidades.

Agora é com nossos meninos! Basta o Scheidt deixar a vela enroscar numa regata, o Giba perder uns 5 ataques seguidos e a Daiane refugar – como fez em Atenas – e o bronze é nosso.

Rumo ao 10 em bronze.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.